Discussões, Dissertações e Poesia
Fotografo...

Desnudar seu próprio universo imerso em um mundo de olhos, e sem conseguir se olhar no espelho.

Ele permanece fotografando a realidade e mostrando seu ponto, sem conseguir retratar seu eu.

Na estrada ele corre e persegue o sonho de que a lembrança já não é mais sua, e a vontade se perde entre anciã e desejo, vontade desesperada de fazer, conseguir e realizar.

Mas o que mesmo, o foco não funciona, a máquina quebrou! Ele não consegue focalizar tão de perto assim.

Teoria da mente perdida na alma, transformada pela emoção, que já não é mais a mesma e mesmo assim a vontade fica.

Não para, não consegue, retrata através dos outros, imortalizando a imagem, um segundo preso no mundo colorido de um flash retumbante, estalado na ponta do dedo, que corre nervoso, pelos botões, apertando, guardando na memória fragmentos das idéias que ficaram nos livros, e viraram estórias.

Contadas despreocupadas pelos outros, que de sua maneira copiam-no, fazem dele, o que ele é. Realidade cruel de quem não quer se enxergar e ver o mundo e não conseguir se olhar.

Retratar, mostrar, e demonstrar, observar, perceber a beleza inocente de qualquer forma, sem um formato, sem nem mesmo olhar, mas com o âmago do sentimento, transbordado pela lente, refletido no olhar daquele que por um segundo, e sem saber, entende, sente, ama e nem mesmo assim... Sabe o que fazer.

Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 09h07 [] [envie esta mensagem]


BOM e mal

Verdade do ser que tenta ver

Fazer o bem e assim viver

Mas tolo daquele que pensa errado

Achando no mal o seu pecado

 

O bem é inerente

Parte de todos os seres viventes

Só aqueles que escolhem errado

Forçam-se a este resultado.

 

Bondade é bem mais fácil

Mas nem sempre é o que se quer

Beijar o rosto do seu inimigo

Ou do seu amor ferido a dor

 

Coração machucado, malvado é,

Não aceita nada, seja o que vier.

Porém se este aceita o regalo

Falo que é o Bem em andamento.

 

O Bem sempre vence,

Nem que seja por cansaço,

Pois mais fácil que ficar errado

É aceitar o que vem com bondade.

 

 

Somente absorvendo a essência do bem entendemos o mal.

 

Mal é falta.

Bem é excesso.

 

Mal é a falta de tudo o que nos foi tirado ou nós mesmos tiramos.

Bem é estar tão pleno que até transborda.

 

Somente que chega a ficar Bem consegue olhar para o vazio e dizer. “Lá era vazio.”

Quem esta no mal está vazio e justamente por isso cria nomes e coisas para justificar e completar de forma errada este vazio.

 

Inveja, vazio da falta do que o outro tem.

Rancor, vazio da dor que você sente pelo que o outro fez.

 

E assim vão. Exemplos não faltam de palavras que sempre querem dizer as mesmas coisas.

 

Já o Bem é completo nele mesmo!

 

Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 09h24 [] [envie esta mensagem]


DEUS

Nós somos a imagem e semelhança de Deus.

Só não sabemos usar isso, está é a nossa única imperfeição.

Todos somos escolhidos, mas nem todos nós, nos sentimos capacitados.

Porém temos dentro de nós todo o conhecimento e força necessária para fazê-lo.

Tudo é uma questão de querer, depende de nossa vontade e perseverança.

Deus sendo realmente perfeito aceitaria por um segundo sequer criar algo que não o fosse?

Acho que não! Só acho que ele nos deu uma das maiores bênçãos que poderia ter dado depois do “Livre Arbítrio”, a “Ignorância”!

Não saber o que se é! Não saber que se é Deus!

Viver despreocupadamente! Aproveitando a essência de todas as coisas.

Sem a responsabilidade e o peso. Só gozar de tudo aquilo que é belo.

  

Deus sendo realmente perfeito aceitaria que fosse diferente?

 

"Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos.
Fazer ou não fazer algo só depende de nossa vontade e perseverança”.

 (Albert Einstein)
Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 15h03 [] [envie esta mensagem]


Ser

 

Ser puro é o homem, que sem saber de nada, é despejado no mundo e dele inspira o que é real!

Realidade relativa da individualidade de cada um, inspirada pelas experiências vividas pelos outros próximos, passando a ser um resultado. Mero acumulo de tudo e de todos os quais passaram por este.

Mas nem só disso se faz a carne, existe ainda o inexplicável, parte inerente de cada qual que realmente não é influenciável, pelo contrário, muda o curso do rio e faz a cachoeira dos fatos se inverter.

Aqueles que conseguem o fazer são martelo completos, direcionam e fazem com que as partes se unam!

Existe o mais triste de se encontrar, o martelo inacabado, que conduz pregos fortes e fracos por caminhos errados!

Aqueles que conseguem obedecer são pregos fortes, que seguem o curso estabelecido pelo martelo e fazem as pontes da vida. Unindo as madeiras da amizade, amor e beleza.

Aqueles que falham no caminho são pregos fracos incapazes de seguir os caminhos sozinhos. Às vezes têm sorte de encontrar outros, fortes ou fracos para o apoiar, pois se não encontram, se quebram e não chegam ao final do caminho!

 

Todos podem ser o que quiserem!

Em vários momentos da vida mudamos de papeis! Não somos sempre Martelos e nem sempre pregos!

 

Quando cada “ser” toma consciência de si e do mundo as escolhas são feitas.

Escolha renovada a cada novo passo, escolha alterada a cada nova alternativa.

 

O que realmente importa nisso tudo é...

 

Você sabe o que você se torna em cada escolha que faz?

Você consegue enxergar as suas escolhas e o resultado delas?

Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 10h22 [] [envie esta mensagem]


Olho

 

Porta da alma

Que abre e mostra

A estrada percorrida demonstra.

 

Espelho refletido

Escorre, aflito, contido,

Dentro para fora em uma só ação.

 

Revela o sentimento,

No movimento do pensamento,

Algoz e o salvador.

 

Santo o que vê,

E entende seu lamento,

Intento de bondade e amor.

 

Segredo revelado,

Do coração apertado,

Levando, mostrando, profundo do eu então.

Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 09h59 [] [envie esta mensagem]


Aprender, crescer e viver!

 Aprender, crescer e viver!

As três coisas que sei fazer

Aprendo com o que passa e com o que é

Sem deixar nem o futuro de pé.

 

Dá vida sugo a essência

O que, na hora, nem é ciência.

Inteligência da emoção

Que brota do coração.

 

Trazendo pra alma

O que não for em vão.

Fazendo o bem

Sem nenhum sermão.
Escrito por Rodrigo Figueiredo. às 10h35 [] [envie esta mensagem]


BlogBlogs.Com.Br
Eu publico vários textos. Supostamente, você comenta todos.
Gostou? Ou não gostou? Manda um e-mail!
LINKS:
 Minha Página Pessoal
 Fotos no Multiply
 Marília Blog
 Ricky FotoLog
 Otávio FotoLog
 Fefas's FotoLog
 -> Sotaques <-
 É a mãe!
 Um Clamor :::
 Claro que nunca!
 A Prateleira
 Fefa's BLog
 Di Burros Blog
 Um Pouco Disso e Daquilo
 Blog da Banda Tubaina
 Potterish - Forum
 Blog UOL
VOTAÇÃO:
 Dê uma nota a este blog


XML/RSS Feed
O que é isto?
HISTÓRICO:
 01/01/2007 a 31/01/2007
 01/12/2006 a 31/12/2006
 01/11/2006 a 30/11/2006
 01/10/2006 a 31/10/2006
 01/09/2006 a 30/09/2006
 01/08/2006 a 31/08/2006
 01/07/2006 a 31/07/2006
 01/06/2006 a 30/06/2006
 01/05/2006 a 31/05/2006
 01/04/2006 a 30/04/2006
 01/03/2006 a 31/03/2006
 01/02/2006 a 28/02/2006
 01/01/2006 a 31/01/2006
 01/12/2005 a 31/12/2005
 01/11/2005 a 30/11/2005
 01/10/2005 a 31/10/2005
 01/09/2005 a 30/09/2005
 01/08/2005 a 31/08/2005
 01/07/2005 a 31/07/2005
 01/06/2005 a 30/06/2005
 01/05/2005 a 31/05/2005
 01/04/2005 a 30/04/2005
 01/03/2005 a 31/03/2005
 01/02/2005 a 28/02/2005
 01/01/2005 a 31/01/2005
 01/12/2004 a 31/12/2004
 01/11/2004 a 30/11/2004
 01/10/2004 a 31/10/2004
 01/09/2004 a 30/09/2004
 01/08/2004 a 31/08/2004